quarta-feira, 20 de maio de 2009


Lembranças de um passado

Hoje revejo meu passado
Onde eu estava acostumado
A unir toda família querida
Numa alegria sempre incontida

Vi a minha criança crescer
Tudo fiz pra que fosse feliz
Dei-te o melhor que pude
Trabalhando pra ter o que quiz

Hoje meus cabelos estão brancos
As mãos trêmulas não me obedecem
Minhas pernas doem ao caminhar
Meus olhos cansados não enxergam

Me lembro de você criança
Trago tudo na lembrança
Sou velho nada mais posso fazer
Não me abandone,não vá me esquecer

Anjopoesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Calar-se

Calar-se        Falar por vezes  pode machucar Acaba-se  falando o que não se quer dizer... Falar..   pode não ser aque...