sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Mala Nova Anjopoesia


Mude tudo...

Não guarde
Roupas velhas
Que são coisas
Do passado

Limpe a casa
Entre no quarto
Tire a mobília estragada
Deixe o sol entrar pelas janelas

Mude a bagagem
De dentro de você
Procure uma mala nova
Guarde só o que aprendeu
Deixe um espaço para o que irá aprender

Deixe a chave na porta
Para abrir a quem você
Deseja deixar entrar
A quem te faça bem

Use aquela roupa nova
Guardada pra na sei quando
Use o copo de cristal cheio de teias
Use seu melhor perfume

Pinte a cara
Passe o batom
Mostre o sorriso
Mesmo que deseje chorar

Anjopoesia





2 comentários:

  1. Mudar, mudar...O verbo diz tudo, amiga. E a poesia complementa: Transforme-se!!

    Bjosss

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Calar-se

Calar-se        Falar por vezes  pode machucar Acaba-se  falando o que não se quer dizer... Falar..   pode não ser aque...