terça-feira, 5 de outubro de 2010


  1. Indiferença

  2. Como te quero
    Abraçar-te,beijar-te
    Estou só e choro
    Não me encontro

    Você me faz sofrer
    Com sua ausência
    Tudo perdeu o encanto
    Tudo faço pra te esquecer

    Te amei,me entreguei
    Fui sua de corpo e alma
    E hoje me trata com indiferença

    Hoje você é minha dor
    Angústia a agonia que me queima
    Que me consome por não ter você

    Anjopoesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Calar-se

Calar-se        Falar por vezes  pode machucar Acaba-se  falando o que não se quer dizer... Falar..   pode não ser aque...