sexta-feira, 1 de maio de 2009



Poema de Czar D'alma escritor e poeta

Meu maior verão

Eu só queria dizer
Que você faz falta
Debaixo de meu cobertor.

Queria lhe dizer a amargura de lhe ver
E não poder sequer, as minhas carícias lhe expor!
Eu não vejo mais aquela nossa casa e nossos sonhos
Por isso enquanto tu dormes, eu acaricio teus olhos!

Andando pelos mares eu hei de lhe encontrar,
Mas adentro e sei que nunca mais hei de voltar...
Cada escuna tem seu leme, cada vida seu amor,
Mas foram pelos seus olhos de céu, aprendi a compor.

Teu nome e minha escrivaninha
Duas coisas lindas, uma quente e outra fria.
Mas as duas são parte de mim,
Desde meu outono, você faz de meu inverno...

O meu maio verão!


Czar D’alma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Calar-se

Calar-se        Falar por vezes  pode machucar Acaba-se  falando o que não se quer dizer... Falar..   pode não ser aque...