quarta-feira, 30 de maio de 2012

Além da morte Anjopoesia





Além da morte

Quando não mais
em mim houverem palavras
Quando a vida em mim.
estiver indo embora
quando minhas
cinzas estiverem nas águas
do mar tranquilo
com ondas serenas
quero sentir
que meus sonhos
foram vividos
Que os dissabores
só me empurraram
para a maestria
da vitória
Que importa
se errei?
os acertos
contam nessa hora
E em meu último momento
em que há ainda
um suspiro
quero que esse seja cheio
de esperança
deleitando no que deixei...
minha poesia...

Anjopoesia

Um comentário:

  1. A poesia é tudo que pode comover o nosso tempo poético, amiga! O exercício para uma longa e esperançosa vida. Está tão belo o seu poema! Adorei!

    Bjoss

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Felicidade

F elicidade A felicidade Pode ser reencontrada Mesmo que Pensemos tê-la perdido Ela não se perde Está dentro de nós...