sábado, 1 de setembro de 2012

O ser humano poesia concreta




O ser humano

O ser humano quando nasce
É despido de roupas e mente
Ao morrer vai da mesma forma
Mas com a bagagem do que aprendeu
Com sua vivência e sentimento

Anjopoesia

3 comentários:

  1. Anjo da poesia, adorei tua casa na net, recheada de amor e muita sensibilidade, este último poema é bem verdadeiro, pois o que levamos daqui é somente o que plantamos, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Venho para, mais uma vez, agradecer a sua honrosa participação; nada me é mais gratificante.
    E lhe digo: ir nunca é bom! Mas, felizmente, verdade ou não, ir levando a bagagem do aprendizado já é confortante...
    Tenhas uma ótima semana!
    Um abraço e, quando puder, apareça.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Anjo poesia uma ótima semana e um abraço
    Claudio Schmitt

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Felicidade

F elicidade A felicidade Pode ser reencontrada Mesmo que Pensemos tê-la perdido Ela não se perde Está dentro de nós...