terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Fênix Anjopoesia




Fênix

Como a Fênix
Renasço das cinzas
O fogo arde dentro de mim

E como a Fênix
Persevero na vida
Ela surgirá
De dentro de mim

Da morte
Renascerei
Novos caminhos
Percorrerei

Esperança vou levar
Pra quem cair se levantar
Como o pássaro de fogo
Das cinzas vou ressurgir

Anjopoesia



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Calar-se

Calar-se        Falar por vezes  pode machucar Acaba-se  falando o que não se quer dizer... Falar..   pode não ser aque...