sexta-feira, 2 de julho de 2010

Nua

Hoje ao me despir das roupas
Sinto meu corpo quente
Vejo que há nele vida
Sinto assim minha alma

Dispo das roupas da insensatez
Vejo  minha alma machucada
Lágrimas correm em meu rosto
E morrem ao encontrar meus lábios

Olho pra dentro de mim
Grito um lamento de dor
Conciente de quanto fraca sou
Me deixar abater tão loucamente
Por alguém tão desleal como você

Olho a mim mesma no espelho
Contemplo minha nudez
Assim está minha alma
Nua e pobre de sentimentos

Anjopoesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Calar-se

Calar-se        Falar por vezes  pode machucar Acaba-se  falando o que não se quer dizer... Falar..   pode não ser aque...