domingo, 18 de abril de 2010



Saudade

Saudade está na alma
De quem morre de amor
De quem não consegue
Esquecer a alegria e não dor

Momentos vivos no coração
Por quem está longe
E não se consegue rever

Querer beijar e não ter
Guardar o gosto na lembrança
Recordar e não se conter

Saudade começa roer
Solidão corroe a alma
Mostramos a ansiedade
Da agonia de uma saudade

Anjopoesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Calar-se

Calar-se        Falar por vezes  pode machucar Acaba-se  falando o que não se quer dizer... Falar..   pode não ser aque...