segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Tempo de criança



Que saudade daquele tempo
Em que eu brincava e sorria
Tempo de criança que não volta
Me divertir é o que eu queria


Hoje não brinco mais
Sorrir não é todo dia
Que saudades desse tempo
Em que era feliz e não sabia


Anjopoesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Calar-se

Calar-se        Falar por vezes  pode machucar Acaba-se  falando o que não se quer dizer... Falar..   pode não ser aque...