sábado, 30 de maio de 2009


Te amar

Eu quero te ver
Ter um pouquinho de você
Não me entende te quero
É você quem mais venero

Nesses dias de solidão
De você não abro mão
Quero esses olhos pra mim
Te amar num amor sem fim

Benzinho vem aqui
Senta pertinho de mim
Quero sua boca beijar
Te tocar e te amar

Depois de longos beijos
De um amor bem gostoso
Do seu lado vou deitar serena
Numa satisfação totalmente plena

Vem benzinho perto de mim

Anjopoesia

Um comentário:

  1. Oi Marisa,

    Passei para te ver
    Nesse poema de amor
    Vi. Vc faz florescer
    O poeta sonhador
    A própria sensibilidade
    Navega a todo vapor
    Um beijo no coração
    Desse poeta condor

    Abraços
    NIVALDO AMADOR

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, deixe um comentário que vou interagir assim que ler...Obrigada

Calar-se

Calar-se        Falar por vezes  pode machucar Acaba-se  falando o que não se quer dizer... Falar..   pode não ser aque...